#11: Rock é coisa de garota adolescente

Como assim o rock tá de volta com tanta força? E o que isso tem a ver com garotas adolescentes e como Eurovision? E é sério que a Taylor Swift deu uma enorme rasteira na Olivia Rodrigo na semana passada? E em que sentido a IZA e a Luisa Sonza tem carreiras que são totalmente opostas? E quem tem a estratégia pós-BBB mais inteligente, a Juliette ou o Gil do Vigor? E como assim uma das atrizes de comédia mais bem-sucedidas dos EUA é de uma das famílias mais ricas dos país e foi coroada como uma princesa supremacista branca aos 19 anos? Essas e outras questões são respondidas por André Perez no Tá Causando dessa semana.

Segmento 1.1: Rock é coisa de garota adolescente

O meme que abre o episódio

Musicas utilizadas:

“good 4 u” de Olivia Rodrigo
“Misery Business” do Paramore
“Whip My Hair” da WILLOW
“Wait a Minute!” da WILLOW
“t r a n s p a r e n t s o u l” (feat. Travis Barker) da WILLOW

Bullet points

  • Faz anos que garotas adolescentes são as principais consumidoras de rock e agora elas são as responsáveis diretas por reviver o estilo, que volta as paradas do mundo graças ao fenômeno Olivia Rodrigo (19), cuja música “good 4 u” é atualmente número 1 global.
  • Nos Estados Unidos, WILLOW escala o top 50 do Spotify com “t r a n s p a r e n t s o u l”, atualmente na posição #33 do Spotify.
  • Filha de Will Smith e Jada Pinkett-Smith, WILLOW teve um breve momento de estrelato com o sucesso de “Whip my Hair”, seu primeiro single, lançado quando ela tinha 10 anos. Desde então, ela optou por abandonar o pop comercial e se dedicar ao rock, R&B alternativo e pop experimental, lançando três álbuns solos independentes, vários EPs e um álbum colaborativo.
  • “Wait a Minute!”, uma música do seu primeiro álbum, “Ardipithecus”, lançado em 2015, viralizou quatro anos depois graças ao seu uso no TikTok. Com quase 400 milhões de stream no Spotify e mais de 90 milhões no YouTube, foi seu primeiro hit em quase 10 anos.
  • Liderada por Hayley Williams, a banda de rock estado-unidense Paramore foi uma das mais influentes dos anos 2000. O álbum mais bem-sucedido do grupo foi o segundo, Riot!, lançado em 2007. Tanto o álbum quanto o single mais popular dele, “Misery Business”, estão tendo um revival graças a nostalgia inspirada por “good 4 u”, que tem clara inspiração nos hits do grupo. Mashups com as duas músicas tem viralizado nas redes sociais.
Um dos mash-up mais populares entre “good 4 u” e “Misery Business”

Segmento 1.2: Rock e Eurovision

Musicas utilizadas

“I WANNA BE YOUR SLAVE” – Maneskin

Bullet points

  • Eurovision é uma competição de canções originais que é um enorme sucesso de público e repercussão anualmente na Europa. Cada país que integra a European Broadcast Union (que inclui países da Euroasia, Israel, Russia e Austrália) apresenta uma canção original e o público e o jurado escolhe um país como vencedor.
  • Os vencedores mais celebres do Eurovision são o ABBA que foram revelados ao ganhar a edição de 1974 pela Suécia com Waterloo.
  • Celine Dion também foi revelada no concurso. A franco-canadense representou a Suíça em 1988 e ganhou com a balada “Ne partez pas sans moi”.
  • O país do ABBA, a Suécia, é um país que leva música pop muito a sério. Não à toa, o maior produtor da história do estilo, Max Martin, é de lá e o Spotify também foi um serviço criado no país. Eles também são o país com mais vitórias na competição (6) além de já terem ficado no top 5 25 vezes.
  • Antes do Eurovision, a Suécia faz o Melodifestivalen, um concurso tão grandioso quanto onde o público e o jurado decide a música que vai representar o país no Eurovision. Vários dos artistas mais populares da Suécia participa e diversas músicas apresentadas viram grandes hits no país.
  • A inspiração do Eurovision veio do Festival di Sanremo, um festival de música da Itália que segue com grande popularidade até os dias de hoje. Ironicamente, na década de 90, quando a popularidade do Eurovision estava em queda, a Itália resolveu parar de participar da competição. Enquanto o Eurovision não gozava de grande popularidade no país, o San Remo seguiu um dos eventos televisivos mais populares até o dia de hoje.
  • A partir de meados dos anos 2000, a produção do Eurovision ficou mais grandiosa e o evento voltou a crescer em popularidade em toda a Europa. Em 2011, a Itália voltou a concorrer pela primeira vez em mais de uma década. Enquanto 56 países fazem parte da European Broadcast Union, o Eurovision só tem espaço para 26 deles, de modo que os 26 finalistas são decididos em duas semi-finais. Porém, os 5 países que são os maiores mercados televisivos da Europa, e por tanto os maiores contribuintes financeiros da EBU, tem entrada garantida anualmente: Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Espanha.
  • Em 2020, por causa da pandemia, o Eurovision foi cancelado. A música vencedora de 2019, “Arcade” do holandês Duncan Laurence, virou um hit global dois anos mais tarde depois de viralizar no TikTok.
A performance ganhadora de “Arcade”no Eurovision em 2019
  • Depois da volta da Itália ao Eurovision, o vencedor do Festival di San Remo é o representante do país no Eurovision. Antes da competição ir ao ar, as músicas finalistas mais populares no Spotify eram “Voce” da rapper Madame e “CHIAMAMI PER NOME” do rapper Fedez com Francesca Michielin. Fedez, um rapper veterano estabelecido e casado com a maior it girl do país, Chiara Ferragni, era o favorito para ganhar.
  • Porém, os grandes vencedores do San Remo foi a banda de rock de Roma, Maneskin. Desde que eles ficaram em segundo lugar na edição de 2017 do X Factor local, eles são uma banda de enorme sucesso e o público, sedento por um rock nostálgico, escolheu a entry deles, “ZITTI E BUONI”, como a favorita. A canção foi para o topo das paradas italianas imediatamente depois do Sanremo.
“Voila” de Barbara Pravi era a favorita para ganhar o Eurovision
  • No Eurovision, as mais bem cotadas para ganhar eram as baladas em francês “Voila” de Barbara Pravi (França) e “Tout l’univers” de Gjon’s Tears (Suíça). As músicas ficaram respectivamente em segundo e terceiro lugar.
  • “ZITTI E BUONI” foi a favorita da Europa e a banda de rock Maneskin virou uma sensação em todo o continente. A música alcançou o topo de vários países europeus e o nono lugar na parada global do Spotify e outra música deles, “I WANNA BE YOUR SLAVE”, também virou um hit. No Reino Unido, eles foram os primeiros artistas a emplacarem uma música em italiano no top 40 desde Luciano Pavarotti 19 anos antes.
A performance sensação de Maneskin no Eurovision 2021

Segmento 2: Personagens da Semana

Billie Eilish

Lançou seu segundo single, “lost cause”, em que confirma sua nova imagem mais sexy e anunciou uma turnê mundial para o álbum “happier than ever” para 2022, já totalmente esgotada.

O novo single de Billie Eilish trás ela com nova imagem sexy

Música utilizada: lost cause – Billie Eilish

Taylor Swift

Quebrou recorde de vendas de vinil com o lançamento do LP de “evermore”, seu último álbum. Para assegurar o número 1 e conseguir desbancar Olivia Rodrigo, que tinha uma segunda semana no topo quase que assegurada, ela fez várias manobras de último minuto. No fim, ela conseguiu desbancar a “rival”.

Música utilizada: willow – Taylor Swift

IZA

Lançou novo single, “Gueto”, com um clipe lindíssimo. Analiso o aclame que ela obtém dentro da indústria e a dificuldade que ela tem para realmente deslanchar com o grande público.

Música utilizada: Gueto – IZA

Luisa Sonza

Por causa de ameaças online e hate, Luisa Sonza faz um break de internet e adia o lançamento do seu álbum. Analiso a faca de dois gumes que o interesse na vida pessoal da cantora representa para a cantora, valorizando ela como produto mas afetando a saúde mental dela como pessoa.

Música utilizada: BRABA – Luisa Sonza

Juliette, Gil do Vigor

Analiso as estratégias opostas de Juliette e Gil, as duas estrelas do BBB21. Ela tem dito não para a maior parte dos convites, demorou 1 mês para negociar uma extensão de contrato com a Globo e parece dar sinais que quer priorizar a carreira de cantora para se manter no topo a longo prazo. Ele, que diz querer continuar sua carreira de acadêmico, parece estar abraçando todas as oportunidades de uma vez: assinou imediatamente com a Globo, é presença quase diária na emissora, lançou livro em 1 mês e estrela campanhas televisivas grandiosas da Casas Bahia, do Bis, do iogurte Vigor, do banco Santander, dentre outros.

Segmento 3: Cancelados da semana

  • Juliana Paes com sua falsa “neutralidade” fascista e os vários globais Bolsominions que apareceram em seus comentários.
  • Ellie Kemper, atriz de comédia revelada em “The Office” e estrela de “Unbreakable Kimmy Schimit”. O Twitter descobriu que ela é de uma das famílias mais ricas do mid-west dos Estados Unidos e que, aos 19 anos, ela foi a rainha de um baile de debutante ligado a movimentos supremacistas brancos e anti-classe trabalhadora.
  • “Jupiter’s Legacy”, a custosa aposta da Netflix que tinha a esperança de transformar a série, baseada em um comic, em uma franquia forte.

Segmento 4.1: Lançamentos da semana (música)

Músicas utilizadas

“BEBÊ” – Camilo, Gusttavo Lima
“Late at Night” – Roddy Ricch
“Love Again” – Dua Lipa

Músicas mencionadas: “Todo de Ti” (Rauw Alejandro); “Hats Off” (Lil Baby, Lil Durk, Travis Scott – do álbum recém-lançado “Voice of the Heroes” de Lil Baby e Lil Durk); “By Your Side” (Calvin Harris; Tom Grennan); “Little Bit of Love” (Tom Grennan); “Last Train Home” (John Mayer)

Série mencionada: “The Song Exploder” (disponível na Netflix, episódio da Dua Lipa)

Segmento 4.2: Lançamentos da semana (séries, filmes)

  • Dom“, primeira série brasileira do Amazon Prime estrelando Gabriel Leone e produzida pela Conspiração com direção de Breno Silveira.
  • Sweet Tooth“, série recém-lançada da Netflix de fantasia pós-apocalíptica que está no topo dos mais vistos e está sendo aclamada pela crítica.
  • Os novos episódios de “Rugrats“, disponível no Paramount Plus dos Estados Unidos.
  • A segunda temporada de “Why Woman Kill“, série que é um sucesso de crítica nos Estados Unidos mas é um verdadeiro fenômeno na China, onde é a série gringa mais bem cotada no Douban (o equivalente local, e ainda mais influente, do IMDB). Nos Estados Unidos, os novos episódios estão disponíveis na Paramount Plus. No Brasil, a série está na Globo Play e, em Portugal, na HBO GO.
  • O filme “Carnaval“, comédia teen da Netflix estrelando a influencer de humor GKay.

Segmento 5: Positivity

O especial “Inside Bo Burnham”, disponível na Netflix.

O meme das cores invertidas (exemplos aqui, aqui e aqui).

Conclusão

Musica utilizada: Sk8er Boi – Avril Lavigne

O sertanejo acabou? Os heteros sumiram?

Segmento 1: Nostalgia e a reunião de Friends

Segmento 2: A guerra das plataformas de streaming

  • A fusão multi-bilionária da Discovery com a WarnerMedia e a aquisição da Amazon da MGM por 8 bilhões de dólares.
  • Chip e Joanna Gaines, o casal fenômeno do grupo Discovery que popularizaram o estilo “farmhouse” de decoração através do seu reality show de reforma “Fixer Upper” e que agora ganham o próprio canal.
  • Como manda o roteiro, a WarnerMedia está investindo pesado nas suas maiores propriedades intelectuais para atrair o público ao serviço. Além de reuniões de “Friends” e “Fresh Prince of Bel-Air” e uma série continuação da “Sex and the City”, o Max tem seis séries do universo “Game of Thrones” em desenvolvimento, além de séries inspiradas no universo de Batman e de Suicide Squad que se entrelaçarão com os filmes de cinema.
  • A HBO Max chega ao Brasil no dia 29 de junho, com preços que variam entre 28 reais por mês (plano mensal) e 14 reais por mês (plano anual limitado para celulares e tablets). Mais detalhes aqui.
  • Nos Estados Unidos, a HBO Max custa 15 dólares por mês e lançará uma versão com anúncios por 9.99 dólares.
  • Séries originais da HBO Max mencionadas: “The Flight Attendant”; “Made for Love”; “Hacks”.

Segmento 3: Assistidos do André

  • “Mare of Easttown”, disponível nas plataformas da HBO de todo o mundo.
  • Mais sobre a popularidade da rede WaWa na Filadélfia aqui (em inglês).

Segmento 4: O sertanejo acabou? Os héteros sumiram?

  • Músicas utilizadas: “Amigo Apaixonado” (Victor & Leo); “Não Precisa” (Paula Fernandes); “Sou Foda” (Carlos & Jader); “Recaídas” (Henrique & Juliano); “Propuesta Indecente” (Romeo Santos); “Milu” (Gusttavo Lima); “Notificação Preferida” (Zé Neto & Cristiano); “Tá Rocheda” (Barões da Pisadinha); “Meia Noite (Você Tem Meu Whatsapp)” (Tarcisio do Acordeon); “Volta Bebê, Volta Nenem” (DJ Ivis, DJ Guuga); “Bipolar” (MC Don Juan, MC Pedrinho, MC Davi).
  • Série de posts sobre a ascensão da música sertaneja no Tá Causando: “Como o sertanejo voltou a dominar o Brasil” e “A trajetória da dominação sertaneja”.

Segmento 5: Cancelados da semana

  • Rafa Kalilmann e Caio Castro dividindo pastor homofóbico nos stories.

Segmento 6: Personagens da Semana

  • Olivia Rodrigo tem a melhor semana de lançamento do ano e o melhor álbum de estreia na Billboard em anos. Mais informações aqui (em inglês).
  • Mesmo com Olivia Rodrigo quebrando recordes de streaming, “Butter” do BTS estreia no top do Hot 100 da Billboard, dando ao grupo de K-pop seu quarto número 1. Mais informações aqui (em inglês).

Segmento 7: Positivity

  • “Chewing Gum”, série da Michaela Coel disponível na HBO Max.
  • “Todo de Ti”, música do Rauw Alejandro.

Errata

  • “PEN15” está disponível no Brasil na Paramount Plus, não no Prime.

Uma batalha acirrada pop (e o que diabos é NFT)

Segmento 1: O que diabos é NFT?

Segmento 2: Assistidos do André
The Bold Type (disponível na Netflix)
Ramy (disponível no Hulu e, no Brasil, em métodos alternativos)
PEN15 (disponível no Hulu e, no Brasil, em métodos alternativos)
Música usada: “I Love It” (Icona Pop)

Segmento 3: Lançamentos da semana [filmes e séries]
No cinema: “Wrath of a Man”; “Spiral”; “F9”; “A Silent Place 2”; “Cruella”.
Filmes na HBO Max: “Those Who Wish Me Dead” (suspense com Angelina Jolie)
Filmes no Netflix: “A Mulher na Janela” (filme baseado no best-seller com Amy Adams); “Army of the Dead” (filme do Zach Snyder); “Oxygen” (filme de suspense francês); “I Am All Girls” (filme de mistério e ação sul-africano); “Ferry” (filme belga-holandês de ação que serve como prequel para a série “Undercover”); “Vultos e Sombras” (filme de suspense da Amanda Seyfried) e “Os Mitchells e a Revolta das Maquinas” (filme animado da Sony).
Séries na Netflix: “Quem Matou Sara?” (segunda temporada); “The Upshaws”; “Love, Death and Robots”; “Master of None”
Séries na Prime: “Solos”; “The Underground Railroad”
Séries na HBO Max: “Hacks”
Séries no Hulu: “M.O.D.O.K”
Séries que eu quero ver: “Mare of Easttown”

Segmento 3: Lançamentos da semana [música]
Músicas usadas: “Amor Prohibido” (Emilia y Micky); “Twerkulator” (City Girls); “Take Yo Man” (City Girls); “Act Up” (City Girls); “Todo de Ti” (Rauw Alejandro); “Tattoo” (Rauw Alejandro); “Castaways” (Backyardigans)
Mencionadas: “Leave Before You Love Me” (Marshmello; Jonas Brothers); “Heartbreak Anthem” (Galantis; David Guetta; Little Mix); “Our Song” (Anne-Marie; Niall Horan); “GANG GANG” (Polo G; Lil Wayne); “Passado & Presente” (álbum póstumo do MC Kevin); “Scaled And Icy” (novo álbum do Twenty One Pilots).

Segmento 4: Personagens da Semana
Músicas usadas: “Build a Bitch” (Bella Poarch); “brutal” (Olivia Rodrigo); “traitor” (Olivia Rodrigo)
Olivia Rodrigo (lançamento arrasador de “SOUR”, seu álbum de estréia)
BTS (lançamento arrasador de “Butter”, o segundo single em inglês deles)
Lil Nas X (lançamento do follow-up de “Montero (Call Me By Your Name)”, “Sun Goes Down” e performance no Saturday Night Live)

Segmento 5: Positivity
As séries “Ramy” e “PEN15”; o filme “Hustlers” (disponível no Amazon Prime do Brasil) e a performance do BTS no Billboard Music Awards.

Música de encerramento: Butter – BTS

A J.Lo inventou o amor (e o Google Imagens)

Segmento 1: Bennifer inventou o amor

Um momento que entrou para a história da cultura pop
  • Um dos vestidos mais famosos de todos os tempos, o vestido verde da Versace que Jennifer Lopez usou no Grammy de 1999 tem sua própria página na Wikipedia.
  • O famoso vídeo da Mariah Carey do “I don’t know her”, que se originou quando ela deu uma entrevista para a TV alemã.
  • O vídeo de “Jenny from the Block”, um dos seus hits definitivos e que tem a participação de Ben Affleck dando um beijo no bumbum da popstar.
  • Músicas usadas: “If You Had My Love”; “Waitin’ for Tonight” e “Let’s Get Loud” (do primeiro álbum ‘On the 6’); “My Love Don’t Cost a Thing” (do segundo álbum “J.Lo”); “I’m Real (Remix)” com Ja Rule (do álbum remix “J to tha L.o: the Remixes”); “Jenny from the Block” (do terceiro álbum “This Is Me… Then”) e “On the Floor” (do sétimo álbum “Love?”).
  • Momentos da vida de J.Lo: o dia que ela foi presa por algumas horas enquanto namorava Puff Daddy; quando Glow by J.Lo basicamente criou a indústria de perfume de celebridades; o casamento com Ben cancelado em cima da hora; o casamento com Marc Anthony e o nascimento dos gêmeos.
  • Filmes da Jennifer Lopez mencionados: “Selena” (filme de 1997 que a revelou); “The Wedding Planner” (primeira grande comédia romântica dela, que estreou no topo da bilheteria na mesma semana que o segundo álbum estreou no topo da Billboard); “Gigli” (filme em que Bennifer se conheceram e considerado um dos maiores fracassos de todos os tempos); “El Cantante” (filme que J.Lo co-estrelou com seu marido Marc Anthony que também não teve bilheteria); “Hustlers” (último grande sucesso no cinema da J.Lo, de 2019, onde ela interpreta uma stripper).
  • Filmes do Ben Affleck mencionado: “God Will Hunting” (filme que revelou Ben Affleck e Matt Damon como galãs e roteiristas ganhadores do Oscar); “Argo” (filme que Ben Affleck estrelou e dirigiu e que ganhou Oscar de Melhor Filme); “Batman”.
  • A capacidade de Jennifer Garner ter se mantido na mídia e fazer uma carreira da sua marca como ‘boa mãe’ graças a família que formou com Ben Affleck foi tema de uma análise extensa de Anne Helen Petersen no Buzzfeed (em inglês). A jovem atriz cubana-espanhola Ana de Armas também ficou mais high profile depois de namorar com ele por 1 ano. O Google Imagens tá de prova que, nesse 1 ano, eles foram fotografados juntos quase todos os dias apesar de coincidir com o período de quarentena.

Segmento 2: Cancelados da semana

Segmento 3: Guerra dos Streamings – Amazon Prime

  • Séries mencionadas: “Transparent” (a primeira série de streaming a ganhar o Globo de Ouro); “The Marvelous Mrs. Meisel” (a atual série queridinha da Amazon); “The Grand Race” (o multi-milionário programa que a Amazon criou das cinzas de “Top Gear”, o programa britânico sobre carros que era um fenômeno de audiência); “Catastrophe” (comédia britânica prestigiosa que revelou Rob Delaney e Sharon Horgan); “Fleabag” (comédia britânica co-produzida com a BBC que revelou Phoebe Weller-Bridge); “The Boys” (comédia de super heróis que foi o primeiro sucesso mainstream entre os originais da Prime); “Como Sobreviver Solteiro” (comédia bem-recebida mexicana); “Jogo das Chaves” (comédia bem-recebida mexicana); “Soltos em Floripa” (reality brasileiro jovem de pegação); “Senhor dos Anéis” (série sendo gravada atualmente).
  • Filmes mencionados: “Coming 2 America” (“Um Principe em Nova Iorque 2”); “Without Remorse” (“Sem Remorso”.
  • Parceria: Lena Waithe; Nick Jonas e Priyanka Chopra; Jessica Simpson; Phoebe Weller-Bridge; Donald Glover; Serena Williams; Brad Pitt; Margot Robbins; Riz Ahmed; Steve Yeun; Rihanna; Scooter Braun; Nicole Kidman, dentre outros.

Segmento 4: Personagens da Semana

  • Bella Poarch, a tik-toker que está em ascenção como popstar e bombando com seu primeiro single, How to Build a Bitch“.
  • Olivia Rodrigo, a maior popstar do mundo, que tá bombando com seu novo single “Good 4 You” que deve estrear em #1 no Hot 100 da Billboard.
  • Joshua Basset, que saiu do armário mas not really mas na verdade talvez sim????
  • Nicki Minaj, celebrada a voltar para suas raízes rap. Meu post de 2010 prevendo o sucesso da rapper, que ainda não tinha nenhum single oficial.
  • J Cole, um rapper low-profile dos Estados Unidos que é um dos maiores e que quebrou recordes de streaming e a maior primeira semana de vendas de 2021 com seu novo álbum.

Segmento Final: Positivity